Ame o que é seu – Emily Giffin (Editora Novo Conceito)

        O livro “Ame o que é seu” da Emily Giffin (Editora Novo conceito) é daqueles que tocam no fundo da alma da gente, daqueles que fazem a gente questionar as nossas próprias escolhas. Ele faz a gente imaginar literalmente como seria a nossa vida se tivéssemos seguido outra direção. E se você, assim como eu deixou alguém que amou muito no passado, vai ver o quanto ele mexe bem na nossa ferida.

           O livro traz a história de Ellen, uma mulher de 30 que é casada com Andy, que é irmão da sua melhor amiga. O casamento deles era perfeito, ele era um amor de pessoa, um homem admirável que deixaria qualquer mulher caidinha aos seus pés. Entretanto, Ellen vivia divida entre o amor que construiu com o seu marido e aquele que deixou lá no passado. Ela vivia com aquela duvida cruel do “E,se” que atormenta todos aqueles que já deixaram um amor no passado, quando queriam na verdade construir um futuro com essa pessoa.

“Como amar de verdade a pessoa que está comigo, se não consigo esquecer alguém que ficou no passado?”.

       Até que um dia, o destino traiçoeiro fez com Ellen reencontrasse Leo em um dia chuvoso de Nova Iorque, Leo é o seu antigo “amor”, o qual ela não via a 8 anos, desde quando terminaram com o relacionamento. Ellen, nunca conseguiu se recuperar desse rompimento, que aparentemente foi sem motivos, talvez em razão disso tenha sido tão difícil para ela esquece-ló e seguir em frente.

        O reaparecimento de Leo, fez com que Ellen voltasse a questionar os seus sentimentos, que até então estavam adormecidos e a por em duvida toda a vida que ela havia construído com Andy. A partir dai começa todo um dilema onde ela passa a se encontrar escondida com Leo na esperança de achar todas as respostas para as duvidas que andavam lhe tirando o sossego.

         E quantos de nós não tivemos um amor assim? Que terminou o relacionamento com muito mais dúvidas do que com certezas? Que ficou pensando por dias, meses e até mesmo anos (como é o meu caso) no “E se?” tivesse sido diferente? Só quem já passou por isso sabe o quão doloroso é seguir com tantas duvidas que nem mesmo outro tem as respostas.

       Ellen, ficou muito mexida por ter reencontrado Leo, que durante muito tempo foi o grande amor de sua vida, aquele por quem ela fazia tudo o que estava a seu alcance e até mesmo o que estava fora dele, deixando muitas vezes a família e os amigos de lado desde de que fosse para ficar com ele. Ele foi o príncipe encantado que ela idealizou por muito tempo, e foi assim dessa maneira que ela passou a infiltra-ló em seu relacionamento com Andy.

        Apesar dela ter uma vida estável afetivamente e financeiramente com o seu marido, ela passa a ficar confusa e ao mesmo tempo com remorso por estar se encontrando com o seu antigo amor e estar “traindo” a confiança de seu marido, com quem tinha um casamento feliz. Eu sinceramente, entendo os questionamentos dela, pois durante todo o desenrolar da história eu pude sentir todos os motivos que a fizeram se apaixonar por Léo, e confesso que muitos fatos narrados tiraram um sorriso do meu rosto, pois me fizeram relembrar da minha própria história.

       Mas, apesar de todo o encanto do Léo, eu torcia mesmo era pra ela ficar com o Andy. Com o Andy ela tinha um relacionamento sólido e saudável, algo que todas nós mulheres buscamos em uma relação. Porque mesmo que a gente ame muito uma pessoa, ninguém quer passar uma vida vivendo em uma montanha russa, sem saber ao certo o que esperar do futuro.

      Eu não vou continuar contando a história até o fim, porque perde um pouco da graça para quem ainda não leu. Mas afirmo que eu amei a narração da Emily Giffin, pois ela descreveu a história nos mínimos detalhes e confesso que eu já estou louca para ler os outros livros que ela publicou. É um livro muito interessante e trás uma lição de vida, o que já se percebe no próprio título “AME O QUE É SEU“, e faz com ele não se torne um simples romance.

6771855_1GG

Resenha: Casei e agora? As aventuras do meu descasamento.

 46131833

SINOPSE

Cleo, uma mulher bonita e inteligente, viaja para Las Vegas com suas melhores amigas, após seu noivo decretar que só iria se casar, caso eles ficassem 30 dias afastados, sem contato algum. Arrasada com a notícia, aceita a proposta de suas amigas e viaja a Las Vegas, sem pretensão alguma e contando os dias para voltar aos braços de seu noivo. O que ela não sabia era que sua vida iria mudar totalmente, a partir do momento em que conhece Douglas, o homem mais bonito e sedutor que já conheceu, e que ele, por causa de uma noite de bebedeira, iria se tornar o seu marido. O que fazer agora? Como voltar aos braços de seu noivo? Será que ela ainda ama seu noivo? Afinal ela havia casado em Las Vegas.

 

RESENHA

Cléo tem 25 anos e é brasileira, mas mora nos Estados Unidos com seu namorado John  que também é brasileiro. Eles namoram a 10 anos e moram juntos a 3 anos, mas Cléo quer mais, ela quer ter o casamento dos sonhos com a pessoa que vem dividindo a vida, porém o tempo está passando e nada de John dar o próximo passo. Então, Cléo resolve intimar John a casar e é exatamente ai que as coisas começam a tomar outro rumo.

John que até então era seu príncipe encantado, decide oficializar a união, porém com uma condição nada convencional: que eles passassem 30 dias solteiros, um passe livre, sem nenhum contato e nenhuma ligação.  A desculpa para tal condição é que eles começaram a namorar muito novos e precisavam adquirir novas experiencias antes de se casarem, pois haviam sido o primeiro e único um do outro.

Mas Cléo, não sentia falta de adquirir novas experiências, para ela o relacionamento deles era perfeito,  para ela ele sempre havia sido o suficiente, então mesmo contrariada e depois de passar uma semana choramingando resolveu aceitar a condição que lhe foi imposta. Nos primeiros dias pós acordo ela passou trancada, triste, contando os dias para John voltar.

E é lógico que suas amigas Hilary, Sandy e Jessye acharam a tal condição um absurdo e convenceram Cléo a viajar para Las Vegas, a cidade do pecado, pois se ele podia adquirir novas experiências em 30 dias, ela também tinha esse direito, e lá foram elas aproveitar a despedida de solteira estendida de Cléo.

 Logo que chegaram na cidade, na primeira noite Cléo conhece Douglas, um homem lindo, intrigante, que está acompanhado de três amigos. A atração entre eles é nítida, mas Cléo prefere ignorar, ela ama seu namorado John e não pretende se render a Douglas.

Na segunda noite, Cléo descobre que Douglas havia sido traído por sua ex namorada e que está sofrendo muito, pois ainda á ama. Ela fica sensibilizada com a história dele, porém ao conversarem sobre os seus relacionamentos eles acabam discutindo e ela vai embora, e apesar de estar muito irritada com Douglas, ela não consegue parar de pensar nele.

No dia seguinte, ela sai para se divertir com suas amigas, mas acaba se perdendo delas e fica bebendo sozinha no bar, quando ele chega e os dois passam a beber e a conversar muito. Após beijos quentes, dos quais ela jamais teve igual surge a proposta para irem para o quarto, mas Cléo recusa, pois mal o conhece direito. Ele numa tentativa de convence-la a ir pede ela em casamento e ela diz simmmm. Quando ela se da por conta estão casando, ele vestido de Elvis Presley e ela de Fiona.

Na manhã seguinte eles estão casados. Cléo acorda de ressaca e fica confusa, como poderia ter casado com um estranho?  Como poderia explicar a John que havia feito aquilo? O combinado era adquirir novas experiências, mas não casar. Eles podiam beijar e até “ficar” com outras pessoas nesse período, mas não em hipótese alguma casar com elas.

E agora? Como ela poderia resolver aquela situação, se faltavam apenas 17 dias para o acordo chegar ao fim, para ela voltar para o seu namorado, para aquele que ela sempre sonhou em ter como marido. Ela e Douglas precisam urgentemente resolver tudo, precisavam anular o casamento ou até mesmo se divorciarem o mais rápido possível. E foi assim, que começou as aventuras do descasamento.

*** Minha opinião – Eu amei a história, um romance leve, com muitas pitadas de humor. Cléo com todas as suas incertas e Douglas com toda a sua terminação em conquista-lá. Li o livro em 2 dias, me diverti com cada página e me surpreendi com o final que foi maravilhoso.  Esse foi o segundo livro que li da autora Tatiana Amaral, acredito que não vai demorar muito para eu  me deliciar com suas histórias novamente. Super recomendo! ❤

 

Um ano de Blog! <3 <3 <3

       Hoje faz um ano que eu resolvi criar este blog, um ano que escrevo aqui minhas dicas, minhas ideias e principalmente meus pensamentos. Fiz deste espaço minha casa virtual, onde eu posso passar um tempo afastada (como nesses dias que estou me preparando para o concurso de Analista do Tribunal de Justiça), mas, como uma boa filha a casa retorno. Sempre!
       Nesse um ano muitas coisas aconteceram e muitas pessoas eu conheci. Tanto aqui no blog, como lá no IG. Aqui, são exatamente 124 seguidores/amigos, 2.413 visualizações e 1.039 curtidas e lá são exatamente 16.247 seguidores/amigos/parceiros e muitos cometários. Parece pouco??? Para mim não, para mim estes dados são muito mais importantes que qualquer simples contagem, porque são essas pessoas que fazem os meus dias mais felizes.
       A um ano atrás eu estava desanimada, sem rumo e me sentido sozinha. Eu era uma simples graduada que não sabia o que queria da vida e nem para que lado seguir. Ai, eu criei o Blog e o IG, e muitas pessoas que nem me conheciam me incentivaram, me deram dicas e me apoiaram. Nesse meio tempo, eu fiz a prova da Ordem e passei de primeira. E foi ai que eu percebi o quanto é importante tudo isso para mim.
       Por isso, hoje eu quero agradecer a cada um de vocês que estão aqui, a cada um de vocês que fazem tudo isso aqui acontecer. Isso, não é um trabalho, nem uma obrigação e sim uma paixão que eu quero levar por toda a minha vida. Eu amo cada curtida, cada antigo e novo seguidor, cada comentário e cada amigo que construo nessa jornada virtual.
Hoje, eu sei que eu não estou mais sozinha, eu sei que aqui eu também tenho uma família, só que virtual.  Então, obrigada de coração a cada um de vocês! ❤
E que nesse novo ano que se inicia esses dados, amigos, post, dupliquem, tripliquem e que vocês façam desse espaço a casa de vocês também. Um super Beijo!
f272f13aae13d36f1cdecef58466efcd.jpg

Dica de leitura da semana: O som do amor. – Autora Jojo Moyes – Editora Intrinseca

A dica de leitura da semana é o livro “O som do amor” da autora #jojomoyes editora #intrinseca”. 📚📘💕💕💕
#Sinopse: Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola – uma construção malcuidada e quase em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey. Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal, em Londres, Isabel tinha uma vida tranquila com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço é fincar moradia na Casa Espanhola – algo que o casal McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo. O som do amor é um romance sobre obsessão, manipulação, segredos e paixões. Por meio de personagens carismáticos e capazes de tudo para realizar seus objetivos, Jojo Moyes mantém seu estilo inconfundível em uma brilhante história de recomeços.

#dicadeleitura #livro #libro #amo #love#autora #jojomoyes #editora #intrinseca#literatura #estrangeira #romance#obsessao #manipulacao #segredos#paixoes #tudo #numa #so #historia#valea #pena #ler #dicadodia #super#recomendo

Obs: Eu ainda estou lendo, assim que eu terminar postarei a resenha para vocês…

 

o-som-do-amor-2

RESENHA: A GAROTA DO CALENDÁRIO (DEZEMBRO)- PARA MAIORES DE 18 ANOS

108025971.jpg

SINOPSE

O ano chega ao fim. Será que Mia Saunders vai conseguir cumprir sua missão e quitar a dívida de seu pai? Em dezembro, a Garota do calendário irá a Aspen, a estação de esqui mais celebrada pelos milionários norte-americanos. Um homem misterioso pagou uma bolada para que ela fosse até lá. Neste último volume da série que é sucesso editorial nos Estados Unidos, Mia vai encontrar algo nas montanhas geladas que vai mudar sua vida para sempre.

RESENHA

Dezembro chegou para Mia e com ele o último volume da série. Confesso que já estou com muitas saudades dessa jornada, mesmo ela tendo acabado a apenas alguns dias para mim. Parece que sei lá, a gente entra na trama e vive tudo o que o personagem está vivendo, por vezes me vi em situações inusitadas e pensei… como a Mia agiria se estive em meu lugar? Parece loucura? Também acho.

O fato é que neste mês de Dezembro, Mia irá para nada mais, nada menos, que para ASPEN com Wes, simm eu escrevi Aspen ❤ ❤ ❤ FRIO +  MONTANHA + NEVE+ HOMEM QUE SE AMA = ❤ ❤ ❤ Mia irá para lá entrevistar alguns artistas locais para o seu programa de televisão. Mas, chegando lá, ela irá ter algumas surpresas nada boas.

Não posso comentar muito sobre as surpresas de Mia, pois se assim fosse estragaria a leitura de várias pessoas. Mas, achei muito previsível as surpresas que apareceram no caminho e preferiria que não tivessem acontecido. Palavras essas de uma pessoa que passou pelo mesmo problema que ela e  que com certeza agiria da mesma maneira que ela agiu.

Em contrapartida, Mia passou momentos maravilhosos no Natal com Wes e seus familiares que irão ficar para sempre registrados em nossa memória. Agora ela sabe que não está mais sozinha, que tem família, amigos e uma casa para chamar de lar. Ela sabe, que tudo que conquistou foi por mérito e que amadureceu muito ao longos dos doze meses e nós também sabemos disso.

Essa série/coleção me deixou muitas lições, mas, acredito eu que a mais importante de todas é que tudo, tudo, tudo mesmo tem uma solução na vida. Que não importa o quão difícil seja o percurso, com paciência, persistência tudo se resolve, por mais que no momento pareça impossível. Devemos sempre ter em mente que Deus sempre faz o melhor por nós, por isso devemos sempre CONFIAR NA NOSSA JORNADA!

Gostaram da resenha? Se sim, curte o post, segue o blog e chama as azamigas para nos seguir.

RESENHA: A GAROTA DO CALENDÁRIO (NOVEMBRO)- PARA MAIORES DE 18 ANOS

46333250.jpg

SINOPSE

O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples – trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Em novembro, Mia viajará novamente para Nova York por motivos profissionais, mas dessa vez o trabalho é diferente. Ela precisará entrar em contato com celebridades – sorte dela que alguns dos amigos que fez em sua jornada estão prontos para ajudá-la!

RESENHA

Chegamos ao penúltimo livro da serie “A garota do calendário” e eu confesso que já estou sentindo saudades da nossa Mia. Dizer que me encantei e decepcionei com a jornada dela é o mínimo que posso fazer, pois foi muitos os momentos que eu quis largar o livro e não voltar a ler nunca mais, como em outros eu deixei tudo de lado, tudo mesmo, para continuar a mergulhar na história.

O fato é que o mês de novembro foi um dos meus meses favorito, sem muita reviravolta, mas com aquela tranquilidade que a história estava pedindo. Mia continua trabalhando como apresentadora e fazendo cada vez mais sucesso, seu relacionamento com Wes está se tornando cada vez mais sólido, assim como o relacionamento com seu irmão Max.

Acredito que o ponto alto da história este mês foi o pops de Mia ter acordado do coma, claro que isso envolve muitas coisas não tão legais assim, como a existência de Max e consequentemente o fato de Maddy não ser filha dele, mas nossa protagonista consegue lidar com essa situação com maestria, depois de ter lidado com seu ex namorado agiota isso é fichinha.

Nesse mês, Mia vai passar o primeiro feriado de ação de graças em família no Texas, e isso irá emocionar muito ela e Maddy, não só pelo fato de estarem comemorando junto com as pessoas que amam, como também pelo fato de estarem tendo um banquete, depois de já terem passado fome. Esta é uma resenha mais curtinha, porque a história este mês, não teve grandes emoções, mas estou louquinha para ler Dezembro já.

Gostaram da resenha? Se sim, curte o post, segue o blog e chama as azamigas para nos seguir.

Um super beijo.

RESENHA: A GAROTA DO CALENDÁRIO (OUTUBRO)- PARA MAIORES DE 18 ANOS

46333249.jpg

SINOPSE

O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples- trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Outubro virá com um sopro de novidade para Mia. Agora que as coisas estão quase todas resolvidas em sua vida, ela pode se es elecer com o homem que ama e dar uma nova direção para sua carreira.

RESENHA

Enfim, chegamos ao mês de outubro e estamos quase no final da jornada de Mia, o que representa sentimentos contraditórios de não querer que a história termine ao mesmo tempo de querer saber que rumo as coisas tomaram, o que é bem normal eu acho, se formos parar para pensar que são 12 livros diferentes, relatando a história de uma personagem tão encantadora quanto Mia.

Mas, vamos logo a história? Desde o mês de setembro Mia vem passando por muitos momentos difíceis, foi a doença de seu pops, o sequestro de sua melhor amiga, o desaparecimento de seu amado, e ainda, um aumento em suas dividas e nesse mês, as coisas ainda vão estar um pouco complicadas para a nossa protagonista, pois o surfista bonitão Wes não está sabendo lidar com tudo que vivenciou no mês anterior.

Como sabemos, Wes esteve desaparecido junto com sua equipe, e nesse período vivenciou coisas terríveis como por exemplo seus colegas serem torturados, alguns serem mortos, o estupro de Gina, sua antiga ficante, o que acarretou em um abalo psicológico muito grande, onde ele por muitas noites tem pesadelos e revive tudo o que sofreu. Em decorrência disso ele e Mia procuram no sexo uma maneira de superar tudo o que estão passando.

Mas, nem tudo são coisas ruins, pois Mia vai ser convidada por seu cliente de outubro a participar de um programa de televisão, onde irá fazer novas amizades e reencontrar antigos amigos e clientes. Esse mês de outubro trás uma perspectiva de como as coisas vão terminar para nossa protagonista. Eu sei que ainda falta dois meses para terminar, mas já posso imaginar um final feliz ali na frente. E vocês?

Gostaram da resenha? Se sim, curte o post, segue o blog e chama as azamigas para nos seguir.

Um super beijo.

RESENHA: A GAROTA DO CALENDÁRIO (SETEMBRO)- PARA MAIORES DE 18 ANOS

46333248.jpg

SINOPSE

O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples- trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Em setembro, Mia será obrigada a dar o cano no cliente do mês, pois um problema urgente de família exige sua atenção. Ela vai voltar para Las Vegas e ficar cara a cara com o passado, num reencontro que pode reabrir feridas antigas.

RESENHA

Desde o mês de agosto as coisas não andam nada fáceis para nossa protagonista e tudo indica que as coisas só tendem a piorar durante o decorrer dos dias. No mês anterior ela descobriu que possui um irmão por parte de mãe e para piorar a situação, ele é irmão por parte de mãe e de pai de Maddy sua irmã caçula.

Ainda para ajudar o estado de saúde do seu pops piorou, e Wes seu surfista bonitão encontra-se desaparecido, sem nem ao mesmo se ter noticias de onde ele possa estar. Com tantos problemas para resolver ela se vê quase que num beco sem saída, pois tudo está acontecendo muito rápido e ela não está conseguindo processar tudo ao mesmo tempo.

O que acaba acarretando em um problema ainda maior, pois ela se esqueceu do cliente do mês de setembro e como consequência terá que pagar uma multa de cem mil dólares para ele, ou seja, ela não só não irá conseguir para o que deve a Blaine, como ainda ficara devendo cem mil dólares para outra pessoa.

E é exatamente ai que tudo se complica, pois não tendo dinheiro para quitar a divida, Blaine volta a pressiona-lá para voltar com ele sequestrando a sua melhor amiga como prova de mostrar quem realmente está mandando na situação, o que já devia ser esperado vindo de um personagem tão escroto como ele.

Enfim gente, este é um mês de muitas emoções e informações. Confesso, que estou começando a gostar do rumo da história, apesar de em alguns pontos achar que algumas coisas não aconteceriam nunca em uma vida real, mas vamos deixar rolar e ver no que isso tudo vai dar. Ah! Quer saber como ela resolver esses problemas? Dá uma lidinha no livro vocês vão amar!

Um, super Beijo!

Guarde seus sonhos para si!

        Quantas vezes compartilhamos nossos sonhos, nossos projetos com alguém achando que essa pessoa se importa com aquilo que estamos buscando? Seja esse alguém nossos amigos, nossa família ou ainda nossos amores, será que esse alguém realmente se importa? Será que esse alguém te estenderia a mão para que você alcança-se o seu sonho com mais facilidade, assim como você varia por ele?

          Hoje, esses questionamentos fizeram parte do meu dia. Me atormentaram do começo ao fim. Me fizeram refletir sobre o tipo de relacionamento que eu estou tendo com algumas pessoas que fazem parte da minha vida e sinceramente que a dias veem me decepcionamento. Mas será que a culpa delas? Ou minha? Ou ainda de ninguém?

         O certo é que não se tem como saber quem realmente é o culpado, mas acredito que de todos os envolvidos a pessoa mais errada sou eu mesma. Errada por colocar expectativas em cima de alguém que nem está ai para mim, errada por querer compartilhar os meus sonhos com alguém que não quer me ver alcança-lós, errada por acreditar que ainda existem pessoas que querem nos ver bem, ainda  que seja melhor do que elas.

         Eu acredito que embora eu esteja nesse momento me achando a pessoa mais errada do universo, no fundo, no fundo eu sei que eu estou certa. No fundo eu ainda acredito que existem pessoas do bem, com bom coração, que veem o teu sucesso e se sentem orgulhosas e nunca frustadas com isso. Eu ainda tenho fé nas pessoas e me recuso a não ter. E a unica coisa que me resta a fazer com aqueles que veem me decepcionando a tempos é deixa-lós para trás, com a certeza de que eu sim deixei o melhor de mim para eles.

sonhos (1)

Fui embora e te deixei no passado! Mesmo estando para sempre presente em meu pensamento! :(

Hoje me deu uma saudade, uma saudade daquelas que aperta o peito da gente. Já faz mais de 2 anos que a gente não se vê. Onde foi que a gente se perdeu em? Eu  tinha tanta certeza que era para sempre, sem nem aos menos me dar conta que nada é certo nesta vida. Eu era tão ingênua, eu acreditava em tudo, acredita em cada palavra e em cada mentira. 

Eu tinha que acredita, eu tinha tanto medo que todas aquelas histórias e todas aquelas garotas existissem. E mesmo assim, mesmo sabendo de toda a verdade eu continuei ali, lutando, insistindo, tentando, me esgotando para gente dar certo. Repito, tinha que dar certo. E o pior que não deu, eu cheguei no meu limite.  Eu me lembro como se fosse hoje.

 

Era um lindo sábado de janeiro, para ser mais exata 26 de janeiro de 2013. Você parado em cima da moto na esquina da minha casa, com aquele sorriso mais lindo mundo e falando besteira como sempre, me fazendo rir. Quando do nada, eu olho para baixo sorrindo e vejo no meu capacete todos aqueles fios de cabelo loiro, que com certeza não eram nem um pouco parecidos com os fios do meu cabelo preto azulado.  Naquele momento o meu sorriso se fechou.  Mas como sempre, eu fingi que estava tudo bem, te entreguei o capacete e te dei o último beijo, o último beijo de nossas vidas. E foi assim que a gente terminou, sem brigas, cobranças ou lamentações.

Hoje, 04 de setembro de 2016, eu ainda não sei dizer ao certo se foi a coisa certa a se fazer e se é normal as pessoas terminarem assim. Mas é que eu sempre pensei que quando terminasse o amor eu sairia pela porta da frente, de cabeça erguida e só levando as lembranças boas. No nosso caso elas não foram tão boas assim, mas isso eu guardei só para mim.

Você, acredito eu, que nem saiba ao certo o que aconteceu com a gente. Apenas que eu troquei de número de celular, de endereço, de emprego e que fiz o possível para gente nunca mais se encontrar, e deu certo não é mesmo? Mas se um dia você ler isso, saiba que eu ainda penso em você todos os dias, que eu ainda sorrio ao passar pelos lugares que nós fomos juntos  e que no fim, eu guardei só o que foi bom e joguei fora todo o que restou! Como a gente sempre combinou, lembra!?

 nao_te_amo_mais04